OS CAÇADORES DA ARCA PERDIDA (1981)

Os Caçadores da Arca Perdida | Raiders of the Lost Ark | dir. Steven Spielberg | EUA | ★★★★

Os Caçadores da Arca Perdida Poster

Ando com uma vontade imensa de escrever sobre trilogias e séries de sucesso no cinema. Talvez seja porque demoro para concluir as partes das trilogias aqui no blog, me dando assim a sensação de que não crio o hábito de me aventurar em maratonas. Uma dessas franquias que quero acompanhar num curto período de tempo é a do arqueólogo mais querido dos cinéfilos: Indiana Jones. O primeiro é esse “Os Caçadores da Arca Perdida”, da qual seguiram mais três continuações. São eles “Indiana Jones e o Templo da Perdição” (1985), “Indiana Jones e a Última Cruzada” (1989) e “Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal” (2008). A quinta sequência está praticamente confirmada. Posso ganhar algumas inimizades pela minha nota particular, que não é máxima. O fato é que “Os Caçadores da Arca Perdida”, em minha humilde opinião, não é perfeito. Claro que não é um filme ruim. Até porque é uma aventura que tem todos os seus elementos em impressionante harmonia. Possui alívio cômico, tem o interesse amoroso, história interessante, boas sequências de ação, a trilha sonora reconhecível de John Williams… Quanto a isso não tenho do que reclamar. Na história em que o professor universitário que se embrenha em expedições na busca de objetos valiosos nos acompanha há muito tempo. É uma herança juvenil. Dessa parte, Indiana Jones (Harrison Ford) recebe a missão de encontrar a arca em que Moisés guardou as tábuas que contém os dez mandamentos inscritos. O problema é que em 1936 – ano em que se passa a trama – os EUA tinham que correr para que os nazistas não tomassem a frente na busca por relíquias. Algumas situações podem ter sido descabidas (o exemplo é quando ele reencontra Marion aparentemente do nada), mas ninguém tira o mérito de “Os Caçadores da Arca Perdida” como um passatempo tão bom, que tem potencial para virar um produto do imaginário cult da sétima arte. Culpa de Steven Spielberg, que de uma conversa inocente com seu amigo George Lucas, teve mais um rompante de criatividade que tornou Indiana Jones num dos heróis mais bacanas da Sessão da Tarde.

Resumo
Data
Título
Os Caçadores da Arca Perdida
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.