PARTY MONSTER (2003)

Party Monster | dir. Fenton Bailey, Randy Barbato | EUA | ★★★★

Party Monster Poster

Recentemente eu mudei de apartamento e acabei ficando uns dias sem internet (aliás, devo “agradecer” a companhia telefônica por me fazer penar). Ou seja, acabaram me restando alguns filmes que estavam esquecidos no HD externo de um amigo. Peguei pra ver “Party Monster”, que na verdade é um desses filmes que eu sempre tive curiosidade, mas nunca chegava a oportunidade de ver. E quer saber? O filme é muito bom! É claro que tem toda uma aura marginal que eu adoro, e tenho a consciência de que não é pra todo mundo, principalmente quem não tiver o mínimo de contato com o mundo gay friendly de qualquer metrópole. Com afetações à parte, devo dizer que “Party Monster” é extremamente divertido.

É contada a história real de dois amigos: James St. James (Seth Green) e Michael Alig (Macaulay Culkin). Eles foram duas figuras lendárias da noite underground de Nova York na passagem dos anos 80 para 90, sendo as caras da cena clubber, uma novidade bizarra na época. Roupas espalhafatosas, muita cocaína e luxo eram somente três das coisas que eles mais se interessavam. Nessa vida notívaga de promoters de balada, o que vai desencadear os conflitos da história é o assassinato orquestrado por Michael, que chegou a ser condenado pela morte de um amigo traficante.

Vale lembrar que “Party Monster” causou burburinho na época em que foi lançado pelo fato de ser estrelado por Macaulay Culkin, o garoto-problema que ficou nove anos afastado das telonas (desde “Riquinho”, de 1994). O filme não representou seu retorno ao estrelato e ele permanece escondido nas catacumbas de Hollywood, mas confesso que o filme ajudou a quebrar o estigma de menino de talento afundado, título que hoje em dia Lindsay Lohan sofre para largar. Escrito e dirigido por Fenton Bailey e Randy Barbato a partir do livro “Disco Bloodbath”, de James St. James (o co-protagonista), “Party Monster” está repleto de cenas impagáveis, dentre as quais se destacam as aparições de Marilyn Manson interpretando uma travesti completamente chapada. Para quem não conhece, vale ao menos como experiência de curiosidade.

Resumo
Data
Título
Party Monster
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *