PATERSON (2016)

Paterson | Paterson | dir. Jim Jarmusch | EUA | ★★★★

40ª Mostra Internacional de São Paulo

Paterson Poster

Paterson” é um filme simpático de Jim Jarmusch (“Estranhos no Paraíso”, “Flores Partidas”), que teve uma boa campanha na corrida pela Palma de Ouro em Cannes este ano, garantindo o prêmio – do qual não conhecia – Palm Dog para o fofo bulldog inglês que atua no longa. Trata-se de um trabalho modesto, mas que transita muito bem entre o respeito ao seu carismático protagonista e a beleza encontrada no cotidiano. Bem simples, minimalista e, por que não dizer, poético. Basicamente, acompanhamos uma semana na vida de Paterson (Adam Driver), morador de uma cidade de mesmo em New Jersey, onde é um motorista de ônibus que não se incomoda em viajar ouvindo as histórias de seus passageiros. Nos espaços de tempo livre, escreve em seu caderno poesias que refletem o seu cotidiano. Ele mora com a namorada, Laura (Golshifteh Farahani), que sempre está disposta a exercer a sua veia artística, seja vendendo cupcakes na feira da cidade, seja no plano de se tornar uma estrela da música country, ainda que precise ainda aprender violão para tal. Durante a noite, a rotina de Paterson é caminhar com o bulldog da namorada e, no meio do caminho, parar num bar para tomar chopp e observar ainda mais as pessoas que passam pela sua vida. Talvez o que mais me surpreendeu foi a revelação que é Adam Driver, o feio mais bonito do cinema atualmente. O cara que saiu de filmes mais modestos como “Frances Ha” (2012), já foi parar até no arrasa-quarteirões “Star Wars – O Despertar da Força” (2015), enquanto em “Paterson” ele se entrega num papel que não dá espaço para histrionismos. É simples, e isso basta. Por algumas vezes, o filme empaca em algumas repetições, mas não é nada que comprometa o resultado final, pois volta a engrenar, o que me deixou bastante satisfeito.

Resumo
Data
Título
Paterson
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.