PERDIDO EM MARTE (2015)

Perdido em Marte | The Martian | dir. Ridley Scott | EUA | ★★★★

Perdido em Marte Poster

Recentemente, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, elegeu “Perdido em Marte” como seu filme favorito de 2015 (a primeira-dama Michelle prefere “Divertida Mente”). Quando li a notícia eu fiquei intrigado, já que o longa parecia ser o retorno triunfal de Ridley Scott após os contestáveis “O Conselheiro do Crime” (2013) e “Êxodo – Deuses e Reis” (2014). No entanto, após ver o filme de fato, eu achei totalmente compreensível a escolha do Sr. Obama, já que “Perdido em Marte” é não só uma propaganda da NASA, como também do norte-americano em essência. O fator ufanista pesa em momentos-chaves do filme, mas, devo confessar, não se trata de uma bomba. Baseado no livro de Andy Weir (por sinal dei um exemplar para o meu amigo secreto da firma, espero que ele goste!), é contada a história de superação de Mark Watney (Matt Damon), um dos integrantes da tripulação que trabalha numa missão em Marte. Após uma tempestade inesperada, o grupo sai em retirada do planeta, deixando Mark para trás após o mesmo ter sido atingido por uma antena e dado como morto. Só que o astronauta não morreu, e agora terá que sobreviver no planeta vermelho com um estoque de comida para 31 dias, oxigênio finito e quase sem esperanças de um resgate, já que enviar uma nova expedição para lá pode demorar anos. A sorte dele é que a NASA pode rastreá-lo remotamente, mas como resgatá-lo da maneira mais breve possível? “Perdido em Marte” tem alguns trunfos a seu favor. As resoluções da trama são bastante engenhosas e nos mantém sempre curiosos com o que acontecerá com Mark Watney, que por sua vez é construído de maneira bem-humorada, inteligente e perseverante. Isso sem contar com o carisma de Matt Damon, que mais uma vez interpreta um esquecido a ser resgatado. Quem não lembra de “O Resgate do Soldado Ryan” (1998)? E sim, para a minha surpresa, o filme tem bons alívios cômicos – o sobrevivente é obrigado a conviver com música que são clássicos da disco music – e não se afoga em pretensões baratas.

 

Resumo
Data
Título
Perdido em Marte
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.