PERSÉPOLIS (2007)

Persépolis | Persepolis | dir. Marjane Satrapi, Vincent Paronnaud | França | ★★★★★

Persépolis Poster

Através de uma animação bem elaborada, a adaptação da graphic novel homônima e autobiográfica de Marjane Satrapi já é um filme completo. Com subdivisões muito bem reconhecíveis, é possível ver em “Persépolis” a sua evolução como mulher em meio às turbulentas transformações políticas, sociais e religiosas do Irã.

Narrado em off por meio de suas memórias, Marjane (com voz de Chiara Mastroianni em idade adulta) apresenta sua infância no Irã, em 1978. Em seu contexto histórico, o país passava por uma série de manifestações populares que exigiam a renúncia do Xá Reza Pahlavi, tido como um dos maiores ditadores dali. Em meio a isso, a pequena Marjane, de apenas nove anos, se sente atraída pelos assuntos políticos por conviver juntamente com uma família composta de intelectuais de esquerda. De acordo com que vai crescendo, ela se sente cada vez mais subversiva, atraída pelos gostos ocidentais. Já na adolescência, seus pais decidem mandá-la para a Áustria, onde ela tomará contato com os costumes europeus e refletir sobre suas inquietudes.

O desenho de produção talvez seja o maior charme do longa por manter uma familiaridade direta com o trabalho do cartunista francês Vincent Paronnaud, que divide a direção da obra com Marjane Satrapi. A passagem de Marjane para a Europa marca outra virada. O fato é que o mundo europeu trouxe para ela vivências inesquecíveis. Das amizades com outras tribos à descoberta do amor.  Difícil não se encantar com a ingenuidade de uma garotinha que tem que interpretar conceitos como República, monarquia, anarquismo, niilismo, etc. Fora a sua imaginação, que é capaz de conceber uma conversa entre Deus e Marx, e sua inclinação punk capaz de usar uma jaqueta com a inscrição “o punk não morreu” e comprar k-7 do Iron Maiden no mercado negro.

E são essas particularidades que fazem de “Persépolis” uma deliciosa animação, que mereceu todos os elogios e premiações que levou.

Resumo
Data
Título
Persépolis
Avaliação
51star1star1star1star1star

Comentários (via Facebook)

comments

2 Comentários

  1. Também acho um filme excelente. E que, para tratar de uma história com pano de fundo tão relevante, tenha usado da animação, o resultado é ainda mais notável (na mesma linha, VALSA COM BASHIR é outra obra excepcional). 9/10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *