PREMONIÇÃO 5 (2011)

Premonição 5 ​|​ ​Final Destination 5​ ​|​ ​dir.​ Steven Quale ​|​ ​EUA ​|​ ​★

Premonição 5 Poster

Eu assisti ao último filme do meu desafio pessoal em ver todos os filmes da franquia “Premonição” junto com o namorado. “Premonição 5” finda a série com chave que definitivamente não é ouro, já que é coincidentemente o pior dos cinco filmes. Parece que os produtores já sacaram que quem acompanhou as continuações até aqui estavam bem mais interessados em ver mortes acontecendo, não importa o contexto ou se algo fazia sentido ali. Esse era o desafio do roteirista Eric Heisserer, que fez depois o remake A Hora do Pesadelo” (2010) e os polêmicos recentes “Quando as Luzes se Apagam” (2016) e “A Chegada” (2016). O diretor Steven Quale (“No Olho do Tornado”) também é novo na franquia. A trama segue a mesmíssima cartilha: personagem prevê acidente, acorda, chama todo mundo pra sair de um veículo, o acidente acontece, todos o acham estranho, a morte começa a matar cada personagem salvo na ordem em que eles morreram na tal premonição. Dessa vez, o protagonista é Sam (Nicholas D’Agosto), que prevê a queda de uma ponte enquanto está indo de ônibus para uma dessas excursões de negócios. Como venho dizendo desde sei lá qual filme, a morte vista não só em “Premonição 5” como em todos os outros é sádica ao extremo. Não basta matar, tem que fazer com que seja uma grande e irônica sequência de absurdos. Isso é bom se você vê apenas pelo lado fantasioso da coisa. Quem assiste a filmes como esse não está lá muito interessado na lógica que seria matar todos de uma vez, do contrário a trama nem existiria. Mas o maior problema de “Premonição 5” nem é isso, e sim o clímax bizarro que traz um personagem que, do nada, tem ideias absurdas. Encare se tiver audácia.

Filmes Relacionados:

Premonição (2000)
Premonição 2 (2003)
Premonição 3 (2006)
Premonição 4 (2009)

Resumo
Data
Título
Premonição 5
Avaliação
11stargraygraygraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.