RASTROS DE ÓDIO (1956)

Rastros de Ódio | The Searchers | dir. John Ford | EUA | ★★★★★

Rastros de Ódio Poster

Vários críticos e teóricos do audiovisual disseram que o duelo de Walter White, de “Breaking Bad”, estava sendo moldado pela referência de “Rastros de Ódio”. O filme é dirigido por John Ford, que já havia conquistado meu respeito por ser responsável pelo belo – porém supra-ianque – “Vinhas da Ira” (1940), aqui mais uma vez em parceria com o xará John Wayne, um dos maiores representantes do western. Principalmente na primeira metade do filme, eu fiquei com aquela dúvida (tão comum entre nós) sobre o que se deve ao fato de ser uma das obras mais célebres do cinema. Foi aí que aos poucos eu fui me dando conta de que, sim, “Rastros de Ódio” é tudo isso que dizem. Vejamos. A história se passa no Texas de 1868. Ethan Edwards (John Wayne) é um ex-combatente da Guerra da Secessão e ex-Ranger que está de volta à casa do irmão, casado e com três filhos. Infelizmente, a família é quase toda dizimada num ataque hostil dos nativos Comanche, que levam embora duas das sobrinhas de Ethan. Com a ajuda inicialmente negada do sobrinho Martin (Jeffrey Hunter), Ethan dará início à sua jornada em busca da sobrinha mais nova, Debbie (Natalie Wood), num encalço que se prolongará por anos. O maior trunfo de “Rastros de Ódio” certamente é o arco do personagem de Ethan Edwards, que remete basicamente à estrutura inicializada com as obras imaculadas de Homero. Ethan aparece com uma porta aberta e termina com uma porta fechada, numa cena similar, porém completamente distintas quanto à natureza transformada do personagem, um anti-herói em essência. Seu racismo exacerbado é um reflexo da maneira como os EUA se impuseram frente à sua dizimação indígena. Por sinal, “Rastros de Ódio” pode parecer datado com seu bom humor quase over, que chega a querer fazer graça com uma índia sofrendo humilhações, mas, num contexto geral, trata-se de um clássico exímio.

Resumo
Data
Título
Rastros de Ódio
Avaliação
51star1star1star1star1star

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *