SELENA (1997)

Selena | dir. Gregory Nava | EUA | ★★

Selena Poster

Resolvi pegar “Selena” como forma de escapismo. Fazia tempo que eu queria rever essa cinebiografia, um dos marcos da minha infância. Curiosamente, é o primeiro papel de destaque que a pop star Jennifer Lopez teve no cinema e já ganhando uma indicação ao Globo de Ouro. Ela interpreta a cantora Selena Quintanilla, um fenômeno latino que teve grande sucesso na primeira metade nos 90, especificamente no Texas, onde ganhou destaque sendo uma mulher representando a música tejana, ícone fashion e sexual. Tenho que contar porque isso já pode ser sabido por muita gente (ou deveria). A vencedora do Grammy foi assassinada em 1995 pela presidente de seu fã-clube na época, por sua vez acusada de desviar verbas de fãs em benefício próprio. A cantora tinha apenas 23 anos na época e estava prestes a lançar seu tão aguardado álbum totalmente em inglês, que acabou sendo comercializado como póstumo. Um dos seus maiores sucessos – I Could Fall In Love – integrou a trilha sonora da novela Cara & Coroa, mas no geral Selena não era conhecida por aqui. “Selena” foi escrito e dirigido por Gregory Nava, que também escreveu o roteiro de “Frida” (2002), outro ícone mexicano. Salma Hayek, por sinal, era pra ter sido a intérprete de Selena, mas preferiu manter a imagem reservada para encarnar Frida cinco anos depois. Sobre o filme, digo que eu esperava coisa bem pior. O desfecho da história, que poderia ser melhor explorado, é resumido em poucos flashes, se concentrando bem mais no início da trajetória de Selena e no seu romance com um integrante de sua banda, que se tornaria seu marido mais tarde, para desespero de seu pai opressor. Por outro lado, gostei de ver a dificuldade da protagonista em se firmar no mercado fonográfico, que pelo lado norte-americano ela encontrava resistência por cantar música latina, e pelo lado mexicano por ter nascido nos EUA (só aprenderia a falar espanhol já famosa, ainda assim com um sotaque carregado). Vale muito mais como passatempo descompromissado. Nem pense que “Selena” possa ser mais do que isso.

Resumo
Data
Título
Selena
Avaliação
21star1stargraygraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.