TOMATES VERDES FRITOS (1991)

Tomates Verdes Fritos | Fried Green Tomatoes | dir. Jon Avnet | EUA | ★★★

Tomates Verdes Fritos Poster

Lançado em 1991, “Tomates Verdes Fritos” marca o segundo papel de destaque da então octogenária Jessica Tandy, que acabara de ganhar tardiamente seu Oscar por “Conduzindo Miss Daisy” (1989). Ela interpreta Ninny, uma senhorinha que mora numa casa de repouso. Lá ela conhece Evelyn (Kathy Bates), cujo marido vai sempre na mesma casa para visitar a tia. Com a auto estima baixa por conta do peso e sempre na tentativa de reascender o seu casamento, Evelyn ouve de Ninny a história de amizade e cumplicidade entre Idgie (Mary Stuart Masterson) e Ruth (Mary-Louise Parker), que durante a década de 30 viviam no Alabama numa época extremamente complicada por conta da segregação racial. As duas mulheres acabaram se juntando não só para tentar resistir à opressão feminina, mas também para ajudar a mudar a história da tranquila Whistle Stop. Eu me lembro muito bem que “Tomates Verdes Fritos” era o filme preferido da gerente da videolocadora em que eu alugava meus filmes na infância. E hoje eu consigo entender perfeitamente a razão por trás disso. Que a obra tenha um viés feminista, não há dúvidas. No entanto, acho a história um tanto quanto maniqueísta, algo compreensível para a época. “Tomates Verdes Fritos” deu uma leve acovardada ao tangenciar o romance lésbico entre Idge e Ruth, que é muito mais assumido no livro de Fannie Flagg. O diretor Jon Avnet, junto com os produtores, achou melhor apenas sugerir a sexualidade das personagens para ter uma melhor aceitação do público. Independentemente disso, “Tomates Verdes Fritos”, apesar de não ser perfeito, ainda encanta pelo carisma das atrizes e pela maneira como uniu o contexto histórico para falar sobre a resistência em viver de acordo com o que a sociedade lhe impõe. Seria melhor se fosse um tiquinho mais curto e não se sustentasse tanto numa surpresa que não tem impacto algum.

Resumo
Data
Título
Tomates Verdes Fritos
Avaliação
31star1star1stargraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *