TUBARÃO 4 – A VINGANÇA (1987)

Tubarão 4 – A Vingança ​|​ ​Jaws: The Revenge​ ​|​ ​dir.​ ​Joseph Sargent ​|​ ​EUA​ ​|​ ​★

Tubarão 4 Poster

Não é a toa que “Tubarão 4 – A Vingança se tornou um queridinho do Framboesa de Ouro. É difícil de acreditar que Michael Caine não foi à cerimônia do Oscar em que ganhou como melhor ator coadjuvante por “Hannah e Suas Irmãs” (1986) porque estava trabalhando nesta pérola, no qual interpreta um piloto de avião absurdamente irresponsável (e poucos se dão conta disso). Dessa vez, a protagonista é Ellen Brody, a esposa do agente Brody que conhecemos em “Tubarão” (1975) e “Tubarão 2” (1978). A atriz que a interpreta, Lorraine Gary, chegou a abrir mão de sua aposentadoria de quase uma década para virar estrela deste novo trabalho, algo que foi nitidamente um mimo de seu marido, até então responsável pela direção artística da Universal. Ellen acredita piamente que o tubarão volta a atacar para se vingar de sua família. Isso porque a sua primeira vítima é Sean, seu filho mais novo. Traumatizada com a situação, ela vai para Bahamas, onde seu outro filho, Michael (Lance Guest), mora com sua família. O primeiro de muitos problemas que tem “Tubarão 4 – A Vingança” está no fato de não se situar em Amity Island. Os primeiros dois filmes tratavam o lugar quase que como um personagem das tramas. Para mim parece um tanto quanto ilógico tirar essa característica da franquia, ainda mais se pensarmos no futuro que o próprio roteiro entrega ao dizer que tubarões brancos não nadariam “em águas quentes do Bahamas”. Por falar em tubarão, o do filme não poderia ser mais fake, com o seu aspecto acolchoado e robótico ao mesmo tempo. Isso sem contar no fato de que, até onde sei, o tubarão não poderia seguir uma presa humana com tanta exatidão quanto este. Para coroar, o clímax absurdo não redime “Tubarão 4” nem como exemplar divertido de filme trash. É ruim de doer.

Filmes Relacionados:

Tubarão (1975)
Tubarão 2 (1978)
Tubarão 3 (1983)

Resumo
Data
Título
Tubarão 4 – A Vingança
Avaliação
11stargraygraygraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.