TUDO QUE APRENDEMOS JUNTOS (2015)

Tudo que Aprendemos Juntos | dir. Sérgio Machado | Brasil | ★★★★

Tudo Que Aprendemos Juntos Poster

Ao contrário do fatídico “Victor Frankestein”, eis um publieditorial bem mais tranquilo de ser feito. Isso porque “Tudo que Aprendemos Juntos” estreou nos cinemas no finalzinho do ano passado e, por conta de uma série de fatores, acaba passando despercebido por grande parte do público, incluindo este que vos escreve. O filme conta com o carisma quase infalível de Lázaros Ramos atuando com atores adolescentes que possuem bastante naturalidade no mesmo nível do francês “Entre os Muros da Escola” (2008). O diretor Sérgio Machado (“Cidade Baixa”), no geral, retrata duas realidades brasileiras entrando em conflito. Laerte (Lázaro Ramos) é um violinista baiano que vive em São Paulo. Acaba não passando num exame de ingresso da OSESP e faz com que o quarteto em que toca com os amigos seja desfeito. A sua única saída para lidar com a dificuldade financeira que está à espreita é aceitando o cargo de professor de música numa escola de ensino médio na comunidade de Heliópolis. A partir de então, Laerte, que estava relutante no início, vai se afeiçoar aos alunos e principalmente ao contexto em que vivem em meio à violência urbana. Escrito por um grupo de roteiristas que incluem Marcelo Gomes, Maria Adelaide Amaral e até mesmo o próprio Sérgio Machado, “Tudo que Aprendemos Juntos” inevitavelmente cai em alguns estereótipos fáceis no início da história. O professor na favela sempre vai enfrentar a resistência dos alunos, cujo os meninos tendem a ser violentos e envolvidos com drogas, enquanto as meninas são potenciais mães precoces. No entanto, esse desafio em se sobressair é feito naturalmente, ganhando destaque através de um elenco bem preparado (quase todos são amadores) e a dinâmica entre o choque de realidade na qual a meritocracia não se faz valer. O DVD de “Tudo que Aprendemos Juntos” foi lançado em março com formatos de tela anamórfico e widescreen.

Resumo
Data
Título
Tudo que Aprendemos Juntos
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.