UMA RUA CHAMADA PECADO (1951)

Uma Rua Chamada Pecado | A Streetcar Named Desire | dir. Elia Kazan | EUA | ★★★★

Uma Rua Chamada Pecado Poster

Uma Rua Chamada Pecado” sempre me instigou. Mesmo nunca tendo assistido, é daquelas produções que a gente conhece não só do que se trata, mas já tem decorado até mesmo quotes como “eu sempre dependo da bondade de estranhos” ou os gritos por “Stella!!!”. Depois de assistir “Blue Jasmine” (2013), o até agora último de Woody Allen, não foram poucas as comparações com o filme de 1951. “Uma Rua Chamada Pecado” é adaptação da prestigiada peça de Tennessee Williams, que ganhou o prêmio Pulitzer e é reconhecido como um de seus trabalhos mais consistentes. Relata a ida da sulista Blanche DuBois (Vivien Leigh) para Nova Orleans, onde irá passar uma temporada na casa de sua irmã Stella (Kim Hunter) depois de uma misteriosa crise de nervos.  O problema é que Stella é casada com o tempestuoso Stanley Kowalski (Marlon Brando), um brutamontes que, mesmo chegando ao ponto de ser violento, desperta em Blanche uma estranha atração, que nem ela mesma sabe entender de onde vem. Dirigido por Elia Kazan, o filme faz um trabalho bastante seguro em adaptar uma peça muito mais polêmica. O fato do ex-marido de Blache ter se suicidado depois de não aceitar o fato de ser homossexual é totalmente sugestionado pelo filme por motivos óbvios. No entanto, mantiveram a revelação do passado volúvel de Blanche. Vai ver é resquício machista de Hollywood. O fato é que o filme é muito mais atuação do que qualquer outra coisa (dando os devidos créditos ao roteiro, é claro). Vivien Leigh praticamente revolucionou a maneira como a trama é dominada pelo trabalho do ator, enquanto Marlon Brando dispensa apresentações. “Uma Rua Chamada Pecado” (também chamado de “Um Bonde Chamado Desejo”) pode até ser reconhecido como um dos maiores filmes da história do cinema, mas, pra mim, é mais um dos maiores teatros filmados que já vi. E isso é um elogio!

Resumo
Data
Título
Uma Rua Chamada Pecado Poster
Avaliação
41star1star1star1stargray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.