VINHAS DA IRA (1940)

Vinhas da Ira | The Grapes of Wrath | dir. John Ford | EUA | ★★★★★

Vinhas da Ira Poster

Baseado no livro de John Steibeck – acusado de ser uma grande propaganda comunista – é de se surpreender que “Vinhas da Ira” tenha sido adaptado para o cinema pelas mãos de um grande estudo. A saga da família Joad, que sai de uma zona rural afetada pela Grande Depressão norte-americana rumo à Califórnia, onde miseravelmente iria trabalhar em colheitas é, de fato, muito bem contada. Tom (Henry Fonda) é o filho mais velho, que sai da prisão, volta para o seio familiar, mas encontra abandonada a casa onde cresceu. Seus pais, avós e irmãos partiram em busca de melhores condições de trabalho, mas não a tempo de serem alcançados por Tom e todos partirem a bordo de um carro que quase não aguenta tamanho peso. Entre acampamentos de trabalhadores famintos e lugares menos piores, porém sob risco de sabotagens, Tom tem contato com os líderes de greve, de onde saem reflexões em prol dos menos afortunados, mesmo que de uma maneira bastante simples e sem se tornar panfletário em nenhum momento. E é neste ponto que “Vinhas da Ira” tem seu grande trunfo. A sensibilidade do diretor John Ford não nos poupou de cenas como aquela em que a matriarca Ma Joad (Jane Darwell) joga na fogueira seus pequenos objetos que servem de lembranças de felicidade passada, ou seu famoso monólogo final, onde diz “nós somos as pessoas que vivem, eles [os ricos] não podem nos eliminar (…). Nós vamos continuar adiante para sempre, porque nós somos o povo”. É uma conclusão memorável e bastante simbólica, pois nos mostra que o cinema é realmente um canal de reflexão, não importa quais sejam as ideologias. Para finalizar meu post, deixo abaixo trecho de outro monólogo – dessa vez de Henry Fonda – que também me parece bastante atuante nos dias de hoje.

Então não importa. Eu vou ficar no escuro, eu vou estar em todos os lugares. Onde quer que você possa olhar, onde existir uma luta para que as pessoas com fome possam comer, eu estarei lá. Onde tiver um policial batendo em um companheiro, eu estarei lá…

Resumo
Data
Título
Vinhas da Ira
Avaliação
51star1star1star1star1star

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *