XENIA (2014)

Xenia | dir. Panos H. Koutras | Grécia | ★★

22º Festival Mix São Paulo

Xenia Poster

Depois de assistir ao interessante “Algo a Romper”, eu aproveitei que já estava no cinema e fiz a sessão dupla com esse “Xenia”, mais um caso de obra que passou por Cannes. Ao contrário do filme anterior, esse é muito mais universal, digamos assim. O carisma é notório e, pela recepção que pude perceber da sala de cinema na qual eu estava, “Xenia” é capaz de agradar grande parte de seu público-alvo. Eu, particularmente, achei uma verdadeira bagunça em termos estéticos e narrativos, uma coisa meio Gregg Araki embebido em kitsch importado das comédias italianas, mas sem bons efeitos. É mostrada uma viagem de autodescoberta para dois irmãos albaneses em solo grego. Danny (Kostas Nikouli) é um adolescente afetado que vai para a Grécia contar ao seu irmão que a mãe falecera. Ody (Nikos Gelia), que largou o sonho de ser uma estrela da música para ser atendente de lanchonete – é importante perceber o contexto econômico do lugar onde eles estão – recebe a notícia meio atônito. Mas eles desconfiam que o pai deles esteja vivo, é grego e milionário, o que resolveria todos os seus problemas. Assim, partem em busca do pai biológico enquanto se metem em enrascadas, programas televisivos e muita música de Patty Pravo, estrela da música italiana nos anos 70. Como se vê, é quase um road movie rocambolesco, não há grandes consistências nas principais questões envolvidas. Posso pontuar duas ou três coisas que realmente funcionam, sendo a sacada do coelhinho uma delas, pois trata-se de um recurso que realmente humaniza o seu protagonista, que renega o seu amadurecimento (o pirulito quase sempre na boca também indica isso). O problema maior é que “Xenia” fica arrastado. É duro aguentar mais de duas horas com tantas trocas de frivolidades. Entretanto, torço para que estreie em circuito (o que acho bem difícil), pois seria interessante oferecer uma comédia de gênero para um público maior.

Resumo
Data
Título
Xenia
Avaliação
21star1stargraygraygray

Comentários (via Facebook)

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.